direito e vã severidade…

Vê que aqueles que devem à pobreza Amor divino e ao povo caridade, Amam somente mandos e riqueza, Simulando justiça e integridade. Da feia tirania e de aspereza Fazem direito e vã severidade: Leis em favor do Rei se estabelecem, As em favor do povo só perecem . Os Lusíadas, Canto IX, 28 Luis de … Continuar a ler

Que grandes escrituras que deixaram!

Os Lusíadas . Canto V . 23 . “Se os antigos filósofos, que andaram Tantas terras, por ver segredos delas, As maravilhas que eu passei, passaram, A tão diversos ventos dando as velas, Que grandes escrituras que deixaram! Que influição de signos e de estrelas! Que estranhezas, que grandes qualidades! E tudo sem mentir, puras … Continuar a ler

não na estima…

97 Enfim, não houve forte Capitão Que não fosse também douto e ciente, Da Lácia, Grega ou Bárbara nação, Senão da Portuguesa tão somente. Sem vergonha o não digo: que a razão De algum não ser por versos excelente É não se ver prezado o verso e rima, Porque quem não sabe arte, não na … Continuar a ler