A natureza dos objectos

“(…) não há nada que o seja simples e absolutamente, nem há qualquer regra geral do bem ou do mal, que possa ser extraída da natureza dos próprios objectos” Thomas Hobbes (1588-1679)

A mais importante e útil de todas as invenções

“A mais importante e útil de todas as invenções foi a da linguagem, que consiste em nomes ou marcas e em suas conexões, pelas quais os homens dão significado às coisas, registam os seus pensamentos, recordam-nos posteriormente e também os usam entre si para fins úteis e conversas recíprocas, sem o que não haveria entre … Continuar a ler

Movimentos vitais e movimentos voluntários

“Há nos animais dois tipos de movimentos que lhes são próprios. Um deles chama-se vital; começa com a geração e continua sem interrupção durante toda a vida, como a circulação do sangue. Independe do pensamento. O outro tipo, também chamado de movimentos voluntários, como andar e falar, depende do pensamento e começa com a imaginação. … Continuar a ler

Ver o calor e sentir a luz

“Luz, cor, calor e outros objectos próprios da sensação (…) nada mais são do que as diferentes acções das coisas exteriores sobre os espíritos animais, pelos diferentes órgãos. Pois se a luz e o calor fossem qualidades inerentes em acto às espécies, e não diferentes modos de acção – porque as espécies entram por todos … Continuar a ler

Um homem artificial

“… a arte do homem pode fazer um animal artificial (…) Mais ainda, a arte pode imitar o homem, obra-prima racional da natureza. Pois é justamente uma obra de arte esse grande Leviatã que se denomina coisa pública ou Estado (commonwealth), em latim civitas, o qual não é mais do que um homem artificial, embora … Continuar a ler

A maior parte da humanidade…

“Posto que a força das palavras (…) é demasiado fraca para obrigar os homens a cumprir os seus pactos, só é possível conceber, na natureza do homem, dois meios de reforçá-la. Estes são o medo das consequências de faltar à palavra dada ou o orgulho de aparentar não precisar de lhe faltar. Este último é … Continuar a ler

Linguagem VIII

“Verdadeiro e falso são atributos da linguagem, não das coisas. Onde não houver linguagem, não há nem verdade nem falsidade. Pode haver apenas erro. Portanto, a verdade consiste na adequada ordenação de nomes (palavras) nas nossas afirmações. Por essa razão, é importante estabelecer o significado das palavras. A esse estabelecimento preciso de significações chama-se definições.” Thomas … Continuar a ler

Tempo LXX

“ “Medimos o tempo pelo movimento e não o movimento pelo tempo”  Thomas Hobbes (1588-1679)

A origem das sociedades amplas e duradouras

. “(…) a origem das sociedades amplas e duradouras não foi a boa vontade de uns para com os outros, mas o medo recíproco” Thomas Hobbes (1588-1679)

O movimento está no meio

  “Ainda que eu use as frases ´a luz passa` ou ´a cor passa ou se difunde`, quero dizer que o movimento está unicamente no medium e que luz e cor são apenas os efeitos desse movimento no cérebro” Thomas Hobbes (1588-1679)

Um tempo infinito

“Seja o que for que imaginemos é finito. Portanto não existe qualquer ideia, ou concepção, de algo que consideramos infinito. Nenhum homem pode ter em seu espírito uma imagem de magnitude infinita, um tempo infinito, uma força infinita, ou um poder infinito. Quando dizemos que alguma coisa é infinita, queremos apenas dizer que não somos … Continuar a ler

Guerra de todos contra todos

“Se agora, a essa propensão natural do homens a se ferirem uns aos outros, que derivam de suas paixões mas, acima de tudo, de uma vã estima de si mesmos, somarmos o direito de todos a tudo, graças ao qual um com todo direito invade, outro, com todo direito, resiste, e portanto surgem infinitos zelos … Continuar a ler

A origem dos pensamentos…

“A origem de todos os nossos pensamentos é aquilo que nós chamamos sentido, pois não há nenhuma concepção da mente humana que não tenha sido inicialmente, no todo ou em parte, gerada pelos órgãos dos sentidos”. Thomas Hobbes (1588-1679)

A justiça e a injustiça

“A justiça e a injustiça não fazem parte das faculdades do corpo e do espírito. Se assim fosse poderiam existir num homem que estivesse sozinho no mundo, do mesmo modo que os seus sentidos e paixões. São qualidades que pertencem aos homens em sociedade, não na solidão.” Thomas Hobbes (1588-1679)

Aparências e aparições

“Quaisquer acidentes ou qualidades que os nossos sentidos nos fazem pensar que existam no mundo, não estão lá, constituindo apenas aparências e aparições. As coisas que realmente estão no mundo, fora de nós, são os movimentos que causam essas aparências.” Thomas Hobbes (1588-1679)

Personalidade do mês de Julho de 2008: Thomas Hobbes (1588-1679)

“(…) as repúblicas, se consideradas em si mesmas, estão no estado de natureza, isto é, de hostilidade recíproca. E, mesmo que elas se abstenham de lutar, isso não se deve chamar paz, mas antes um tempo para respirar, no qual um inimigo, observando o movimento do outro e como este se porta, avalia sua segurança … Continuar a ler

para se preservar a si mesmo

  Thomas Hobbes (1588-1679) deduz que no estado de natureza o homem tem direito a tudo – o direito de natureza – para se preservar a si mesmo. Hobbes define o que é uma lei de natureza: (…) um preceito ou regra geral estabelecido pela razão, mediante o qual se proíbe a um homem fazer … Continuar a ler

homo homini lupus

   Thomas Hobbes Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) imagina uma convivência individualista, mas cordial, vivendo os homens pacificamente, sem atrito com seus semelhantes, ao contrário de Thomas Hobbes (1588-1679), para quem, em célebre tirada, “o homem é lobo do próprio homem” (homo homini lupus). Considera Hobbes que o homem é um ser anti-social por natureza, e seu … Continuar a ler