Éthos anthrópos daímon

O termo ética, de origem grega, deriva do vocábulo éthos (com eta longo) e designa o acto de morar, habitar, estando primordialmente referido à noção de topos (lugar), de ser um ocupante de, de pertencer a. Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.)  utiliza o vocábulo éthos – morada – para situar a condição ontológica do homem … Continuar a ler

unidade permanente do ser

Sem ter tido mestre, Heráclito escreveu o livro Sobre a Natureza, em prosa, no dialecto jónico, (…) Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.) é por muitos considerado o mais eminente pensador pré-socrático, por formular com vigor o problema da unidade permanente do ser diante da pluralidade e mutabilidade das coisas particulares e transitórias. . In: “algures … Continuar a ler

os homens filósofos

“É necessário que os homens filósofos sejam bons pesquisadores de muitas coisas” *  Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.).

polémos

“o combate ( polémos ) é de todas as coisas pai, de todas rei, e a uns revelou deuses, a outros, homens; de uns fez escravos, de outros, homens livres.” . Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.).

fluxo perpétuo

O mundo, dizia Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.). é um fluxo perpétuo onde nada permanece idêntico a si mesmo, mas tudo se transforma no seu contrário. A luta é a harmonia dos contrários, responsável pela ordem racional do universo. A nossa experiência sensorial percebe o mundo como se tudo fosse estável e permanente, mas o … Continuar a ler

conjunção das tensões opostas

Sobre a Natureza Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.) . Interpretação  do fragmento DK 51 . “Olhem para um arco. Vejam como ele mantém consigo mesmo uma relação de forças completamente coesas, ainda que tão diferentes e opostas. A corda esticada obriga a madeira a envergar, ao mesmo tempo em que a madeira se esforça para … Continuar a ler

o logos é um só

“Bem dizia Heraclito: homens são deuses e deuses são homens, porque  o logos é um só.” * Hipólito (428 a.C.) Refutações IX, 10, 16

Hegel interpreta Heraclito

Demócrito, Heraclito e Timon Peter Paul Rubens [1577-1640] «Hegel interpreta Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.) à luz de sua própria Filosofia. Criador de uma Lógica dialéctica que pensa o Absoluto como um processo que assimila o Tempo e a História, ele debruça-se sobre os fragmentos de Heraclito em contínua admiração pelo pensador que nos primórdios … Continuar a ler

somos e não somos

“Nos mesmos rios entramos e não entramos, somos e não somos”. * Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.)

incredulidade!

“Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.) não deixa de avisar os humanos que devem sempre saber esperar o inesperado e esperar reencontrar o inesperado A incredulidade pura e simples denota um espírito obtuso e fechado ao enigma do Mundo.” (fr. 18). . In.: “algures na Rede”

Tudo no mundo

. “Tudo no mundo é individual, contingente e transitório” Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.)

Heraclito, o obscuro

  “Heraclito, o obscuro, diz que as conexões são completo e incompleto, o que é concordante e o que é discordante; o que produz a consonância e o que produz a dissonância – de tudo é composto o um; de um, tudo” . Aristóteles, (384-322 aC) filósofo grego  

eminentemente móvel.

(…) devir universaldas coisas era a principal preocupação de Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.). Por causa da constatação da universal transformação de tudo, induziu que fosse o fogo o elemento principal. Porquanto se apresenta eminentemente móvel. Afirmando enfaticamente que tudo flui e nada permanece (B V < J ” P f D , 4 6 … Continuar a ler

Discurso (em Heraclito)

“O discurso em qualquer uma de suas acepções é acção, sem movimento não há entendimento. O sonho toca os adormecidos. Para entendê-lo é preciso despertar e reflectir sobre ele. O entendimento segue os passos do ‘Discurso”: ele reúne, estabelece relações; é trabalho de despertos.” . Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.)  

Que discurso é esse…

Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.)   ao dizer que o oráculo de Delfos não declara nem oculta mas significa, define, com certeza, o seu próprio discurso. Sentindo a insuficiência do sistema linguístico para desvendar o mistério do mundo, desenvolveu uma linguagem ambígua, alusiva, multissignificativa, apta a apanhar a complexidade da realidade apenas entrevista, discurso que gera … Continuar a ler

ouvir o logos

(…) Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.)  fala em “ouvir o logos”, isto é, ouvir a natureza fundamental do homem, facto que Heidegger, em “Carta sobre o Humanismo”, leu como “escuta do ser” através da poesia. O logos está sempre presente e os homens que não se predispõem a ouvi-lo não o conhecerão, como tampouco terão … Continuar a ler

conflito

  (…) O conflito, por outro lado, é a base de tudo. Se para Anaxímandro, o movimento é o princípio básico de todas as coisas, responsável por sua geração e sua corrupção, para Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.) quem provoca a dinâmica incessante na physis não é apenas o movimento mas também o conflito. Não … Continuar a ler

não pode banhar-se duas vezes no mesmo rio…

A primeira ideia de Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.) foi a da unidade dos opostos. Segundo ele absolutamente tudo na vida é composto por fenómenos, valores ou tendências totalmente opostas, mas que se complementam. . Uma estrada tem uma subida e uma descida. E continua sendo uma estrada só, e não duas. Se alguém diz … Continuar a ler

A única coisa permanente…

“A única coisa permanente no universo é a mudança” Heraclito (540 a.C.- 470 a.C.)   *** . Personalidade do mês . Durante este mês de Janeiro de 2006 tentaremos aproximarmo-nos um pouco da figura de Heraclito, filósofo pré-socrático que viveu por volta de 500 a.C. (que foi apelidado de Skoteinós – o Obscuro…).