espelho mágico…

(…)   “Tal como Narciso, enamorado pela sua própria imagem a ponto de nela acabar por mergulhar, também nós nos deixamos confundir e prender por aquilo que vemos nessa superfície especular, aqui pensada concretamente a partir da nossa relação sensível com a publicidade exterior. Trata-se de uma das muitas formas possíveis de nos vermos espelhados, nesse … Continuar a ler