Língua

Língua Caetano Veloso Gosta de sentir a minha língua roçar a língua de Luís de Camões Gosto de ser e de estar E quero me dedicar a criar confusões de prosódia E uma profusão de paródias Que encurtem dores E furtem cores como camaleões Gosto do Pessoa na pessoa Da rosa no Rosa E sei … Continuar a ler

O Estrangeiro

O Estrangeiro (1989) Caetano Veloso   O pintor Paul Gauguin amou a luz da Baía de Guanabara O compositor Cole Porter adorou as luzes na noite dela A Baía de Guanabara O antropólogo Claude Levy-strauss detestou a Baía de Guanabara: Pareceu-lhe uma boca banguela. E eu menos a conhecera mais a amara? Sou cego de tanto … Continuar a ler

Língua

Língua Caetano Veloso   . Gosto de sentir a minha língua roçar A língua de Luís de Camões Gosto de ser e de estar E quero me dedicar A criar confusões de prosódias E uma profusão de paródias Que encurtem dores E furtem cores como camaleões Gosto do Pessoa na pessoa Da rosa no Rosa E … Continuar a ler

uma pedra ao sol

O Homem Velho (Caetano Veloso) . O homem velho deixa a vida e morte para trás Cabeça a prumo segue rumo e nunca, nunca mais O grande espelho que é o mundo ousaria refletir os seus sinais O homem velho é o rei dos animais A solidão agora é sólida, uma pedra ao sol As … Continuar a ler

Mas a vida é real e de viés

.. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .   . O Quereres Poema: Caetano Veloso . Onde queres revólver, sou coqueiro E onde queres dinheiro, sou paixão Onde queres descanso, sou desejo E onde sou só desejo, queres não E … Continuar a ler

Outras palavras

Nada dessa cica de palavra triste em mim na boca Travo trava mãe e papai, alma buena dicha loca Neca desse sono de nunca jamais nem never more Sim, dizer que sim pra Cilu, pra Dedé pra Dadi e Dó Crista do desejo o destino deslinda-se em beleza: Outras palavras Tudo seu azul tudo céu … Continuar a ler

lançar mundos no mundo

“Porque a frase, o conceito, o enredo, o verso (E, sem dúvida, sobretudo o verso) É que pode lançar mundos no mundo.” . Caetano Veloso (n. 1942)  “Livros”, 1997

Navegar é preciso!

Navegar é preciso… “Navigare necesse; vivere non est necesse” *  Pompeu, (106 a.C.- 48 aC)  * latim, frase de Pompeu, general romano, dita aos marinheiros, amedrontados, que recusavam viajar durante a guerra (cf. Plutarco, in Vida de Pompeu). . Navegar é Preciso… Fernando Pessoa (1888 – 1935) . Navegadores antigos tinham uma frase gloriosa: “Navegar … Continuar a ler

aniversário

Caetano Veloso faz hoje, dia 7 de Agosto, 62 anos! . . Caetano Veloso Língua  (1984) Gosto de sentir a minha língua roçar A língua de Luis de Camões Gosto de ser e de estar E quero me dedicar A criar confusões de prosódias E uma profusão de paródias Que encurtem dores E furtem cores … Continuar a ler

Caetano, o Baiano

O trem das cores Caetano Veloso _______________ A franja da encosta Cor de laranja Capim rosa chá O mel desses olhos luz Mel de cor ímpar O ouro ainda não bem verde da serra A prata do trem A lua e a estrela Anel de turquesa Os átomos todos dançam Madruga Reluz neblina Crianças cor … Continuar a ler