Progressão da interacção entre linguagem e experiência

«Terminarei com uma metáfora minha. O mundo de Boyd com as suas junções parece incognoscível em princípio, tal como as “coisas em si” de Kant. A perspectiva para a qual me inclino tentativamente também seria kantiana mas sem “coisas em si” e com categorias da mente que possam mudar no decurso do tempo com a progressão da interacção entre linguagem e experiência. Penso que uma perspectiva deste tipo não precisa de tornar o mundo menos real.»

Thomas Samuel Kuhn (1922-1996)

In: Metáfora na ciência

Anúncios

Deixar um apontamento

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: