A acção humana

Produzir é alterar o que existe segundo os desígnios da razão. Tais desígnios – as receitas, as fórmulas, as ideologias – são o fundamental; transformam os factores originais – tanto os humanos como os não-humanos – em meios. O homem produz usando a razão; escolhe os fins e emprega os meios para os atingir. A suposição popular segundo a qual a economia lida com as condições materiais da vida humana é um grande equívoco. A acção humana é uma manifestação da mente. Neste sentido, a praxeologia pode ser considerada uma ciência moral (Geisteswissenschaft).
Naturalmente, não sabemos o que é a mente, do mesmo modo que não sabemos o que são a vida, o movimento, a electricidade. Mente é apenas a palavra empregada para designar aquele factor desconhecido que possibilitou aos homens tantas realizações: as teorias e os poemas, as catedrais e as sinfonias, os automóveis e os aviões.”

Ludwig von Mises (1881-1973)

In: A Acção Humana

Anúncios

Deixar um apontamento

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: