Estabelecer a natureza das coisas

“Força, gravidade, atracção e termos desse tipo são úteis aos raciocínios e cálculos sobre o movimento e corpos em movimento, não porém para entender a natureza simples do movimento em si próprio, ou para indicar tais e tais qualidades distintas. A atracção, por exemplo, foi introduzida por Newton não como uma qualidade física verdadeira, mas apenas como uma hipótese matemática. De facto, Leibniz, ao distinguir o esforço ou solicitação elementares do impetus, admite que tais entidades não se encontram realmente na Natureza, mas têm de ser formadas por abstracção.
(…)
Uma explicação similar tem de ser dada para a composição e resolução de uma força directa qualquer em forças oblíquas por meio da diagonal e dos lados do paralelogramo. Essas forças servem ao propósito da ciência mecânica e para efectuar cálculos. Mas ser útil aos cálculos e às demonstrações matemáticas é uma coisa, estabelecer a natureza das coisas é outra.”

George Berkeley (1685-1753)

Deixar um apontamento

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: