O que o futuro vai trazer

“Portanto o que faz o inspector Bauer no meio do horror das pessoas e do seu próprio medo? O que faz alguém num pesadelo que de facto é real? O inspector Bauer trata de trabalhar. Ele tenta criar um pequeno pedaço de ordem e bom senso no meio de um caos de irremediável deterioração.” [Inspector … Continuar a ler

Benjamin: O pensador vagabundo (YouTube – ATEI y A Parte Rei)

Existência da linguagem

(…) Mas existência da linguagem não se estende apenas aos campos da expressão espiritual humana, à qual linguagem sempre é inerente em sentido estrito, mas se estende a simplesmente tudo. Não há acontecimento ou coisa na natureza orgânica ou inorgânica, que não faça parte da linguagem de algum modo, pois é essencial a cada um … Continuar a ler

Tempo messiânico

“O Historicismo contenta-se em estabelecer um nexo causal entre os diversos momentos da história. Mas nenhum facto, meramente por ser causa, é só por isso um facto histórico. Ele se transforma em facto histórico postumamente, graças a acontecimentos que podem estar dele separados por milénios. O historiador consciente disso renuncia a desfiar entre os dedos … Continuar a ler

Persona – por Clarice Lispector

Persona Clarice Lispector Não, não pretendo falar do filme de Bergman. Também emudeci ao sentir o dilaceramento de culpa de uma mulher que odeia seu filho, e por quem este sente um grande amor. A mudez que a mulher escolheu para viver a sua culpa: não quis falar, o que aliviria o seu sofrimento, mas … Continuar a ler

Mercado mundial (sete décadas atrás!…)

“O marxismo procede da economia mundial considerada não como a simples adição das suas unidades nacionais, mas como uma poderosa realidade independente criada pela divisão internacional do trabalho e pelo mercado mundial que na nossa época domina todos os mercados nacionais”. Leon Trotsky (1879-1940)         

«A Crise e a Reconstituição do Estado em Portugal (1974 – 1984)»

(…) Do golpe de estado à crise revolucionária  O colapso do regime em 25 de Abril de 1974 não implicou o colapso generalizado do estado. A ruptura deu-se ao nível das características fascistas do velho regime: o partido único, a polícia política, as milícias para-militares, o tribunal plenário (para julgamento dos crimes políticos), os presos políticos, … Continuar a ler

Atenção com os detalhes

«A atenção deve incidir sobre os detalhes» (…) «Pedir que não se cuspa para o chão ou que não se lancem pontas de cigarros nas escadas ou corredores, é um “pequeno nada”, uma exigência mínima, mas que no entanto tem um significado educativo e económicos enormes. Aquele que, sem se constranger, cospe numa escada ou … Continuar a ler

O mito de um contínuo progresso da humanidade…

“Evidentemente, Benjamin não nega que os conhecimentos e as atitudes humanas progrediram (ele o afirma explicitamente nas Teses); o que ele recusa obstinadamente e apaixonadamente, tanto no Passagen-Werk quanto nos outros escritos de seus últimos anos, é o mito – em sua opinião, mortalmente perigoso – de um progresso da própria humanidade, que resulta necessariamente … Continuar a ler

Origens do totalitarismo

“Pensava-se que o poder fosse sinónimo de capacidade económica, até que se descobriu que as capacidades económicas e industrial são apenas seus pré-requisitos modernos. Até certo ponto, o poder económico podia levar os governos à submissão, porque estes tinham tanta fé na economia quanto os simples homens de negócio, que haviam conseguido convencê-los de que … Continuar a ler

Angelus Novus

                       click pic Angelus Novus  Paul Klee (1879-1940), pintor expressionista suíço

O anjo melancólico

“Sob a influência de Saturno, como o apresenta o seu amigo Gershom Scholem, na sua bela obra Walter Benjamin e o seu Anjo, Benjamin deixou-se fascinar pela modernidade, como tantos autores da sua época. Sentimento ambíguo, tecido duplamente pelo fio de um horror (o qual sentimos perpassar na sua obra), que corresponde ao reconhecimento das … Continuar a ler

«A técnica tentou realçar os traços heróicos do rosto do idealismo alemão»

“Com lança-chamas e trincheiras, a técnica tentou realçar os traços heróicos do rosto do idealismo alemão. Foi um equívoco. Porque os traços que ela julgava serem heróicos eram na verdade traços hipocráticos, ou seja, os traços da morte. Por isso, profundamente impregnada por sua própria perversidade, a técnica modelou o rosto apocalíptico da natureza e … Continuar a ler

Obras de Walter Benjamin

Algumas obras acessíveis (em Portugal) de Walter Benjamin: v  Origem do Drama Trágico Alemão v  Imagens de Pensamento v  Work Of Art In The Age Of Mechanical Reproduction   v  Sobre Arte, Técnica, Linguagem e Política   v  Aesthetics And Politics   v  Essays On Charles Baudelaire v  Reflexões Sobre a Criança, o Brinquedo e … Continuar a ler

A intuição e a verdade

“O ser das ideias não pode ser simplesmente concebido como objecto de uma intuição, nem sequer da intuição intelectual. Pois nem sequer na sua formulação mais paradoxal, a que a apresenta como intellectus archetypus, a intuição é capaz de penetrar o modo particular como a verdade se dá, e graças ao qual se mantém fora … Continuar a ler

A locomotiva da história

“Marx disse que as revoluções são a locomotiva da história. Mas talvez as coisas se apresentem de modo muito diverso. Pode ser que as revoluções sejam a accão, da humanidade que viaja nesse comboio, de puxar urgentemente os freios.” Walter Benjamin (1892-1940)

Sinais (curta-metragem)

Sinais (curta-metragem)

A herança da linguagem humana

“(…) O nome como parte da herança da linguagem humana (…) garante que unicamente a linguagem é a essência espiritual do homem; e apenas por isso é que a essência espiritual do homem é exclusivamente partilhável entre todas as essências espirituais. Isso fundamenta a diferença entre a linguagem humana e a linguagem das coisas. Porém, … Continuar a ler

Escola de Frankfurt

Escola de Frankfurt é a designação histórico-institucional para Teoria Crítica, nome de resto resumitivo para Teoria Crítica Social. O que mais tarde faria escola começou de facto como uma escola, fundada em 1923 na Universidade de Frankfurt, mas independente desta: o Istitut für Sozialforschung. A maioria dos fundadores era constituída por filhos assimilados de famílias … Continuar a ler

Reprodutibilidade

“Fazer com que as coisas “sejam mais próximas” é uma preocupação tão apaixonada das massas modernas como a sua tendência para superar o carácter único de todos os factos através da sua reprodutibilidade. Cada vez é mais irresistível a necessidade de possuir o objecto, tão perto quanto possível, através da imagem, ou antes, da sua … Continuar a ler