"A linguagem não é nenhum instrumento, nenhuma ferramenta…"

“(…) A linguagem não é um dos meios pelos quais a consciência comunica com o mundo. Não representa um terceiro instrumento, ao lado do signo e da ferramenta – embora esses façam certamente parte da caracterização essencial do homem.

A linguagem não é nenhum instrumento, nenhuma ferramenta. Pois uma das características essenciais do instrumento é dominarmos o seu uso, e isso significa que lançamos mão e nos desfazemos dele depois que prestou seu serviço. Não acontece o mesmo quando pronunciamos as palavras disponíveis de um idioma e depois de utilizadas deixamos que retornem ao vocabulário comum de que dispomos. Esse tipo de analogia é falso porque nunca nos vemos como consciência diante do mundo para, num estado desprovido de linguagem, lançarmos mão do instrumental do entendimento. Pelo contrário, em todo conhecimento de nós mesmos e do mundo, já fomos apossados pela nossa própria linguagem

É aprendendo a falar que crescemos, conhecemos o mundo, conhecemos as pessoas e por fim nos conhecemos a nos próprios. Aprender a falar não significa ser introduzido na arte de designar o mundo que nos é familiar e conhecido pelo uso de uma instrumentária já dada, mas antes conquistar a familiaridade e o conhecimento do próprio mundo, tal como ele se nos apresenta.”

Hans-Georg Gadamer (1900-2002)

Anúncios

Deixar um apontamento

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: