A existência-essência do existencialismo

“(…) não temos nem atrás de nós, nem diante de nós, no domínio luminoso dos valores, justificações ou desculpas. Estamos sós e sem desculpas. É o que traduzirei dizendo que o homem está condenado a ser livre. Condenado, porque não se criou a si próprio; e, no entanto livre, porque uma vez lançado ao mundo … Continuar a ler

Um acto violento…

“Quando eu digo que vejo o cinzeiro que está ali, eu imagino cumprido o decurso da experiência que iria até ao infinito, eu comprometo todo um porvir perceptivo. Da mesma forma, quando eu digo que conheço alguém ou que o amo, eu visiono para além das suas qualidades um fundo inesgotável que pode fazer destruir, … Continuar a ler

Crianças na escola

.                                                Crianças na escola                      In.: “algures na Rede”

Brilha no meio de nós

Uma pequenina luz Uma pequenina luz bruxuleante não na distância brilhando no extremo da estrada aqui no meio de nós e a multidão em volta une toute petite lumière just a little light una picolla… em todas as línguas do mundo uma pequena luz bruxuleante brilhando incerta mas brilhando aqui no meio de nós entre … Continuar a ler

Fenómeno central

“ (…) se dizemos que a cada momento o corpo exprime a existência, é no sentido em que a fala exprime o pensamento. (…) uma operação primordial de significação em que o expresso não existe separado da expressão (…). É dessa maneira que o corpo exprime a existência total, não que ele seja seu acompanhante … Continuar a ler

Uma simples máscara

A “personalidade” (…) “como o seu nome revela, é uma simples máscara da psique colectiva, máscara que aparenta uma individualidade, procurando convencer os outros e a si mesma que é uma individualidade, quando, na realidade, não passa de um papel, no qual fala a psique colectiva (…) representa um compromisso entre o indivíduo e a … Continuar a ler

A máxima felicidade possível

“Uma vida que possa ser chamada ética em sentido autêntico não pode devir e crescer “por si”, à maneira da passividade orgânica, e nem mesmo ser dirigida e sugestionada do exterior (…) Somente sobre a base da própria liberdade um homem pode atingir a razão, e dar forma racional a si e ao mundo que … Continuar a ler

Construir o passado

“É no presente que compreendo os meus vinte e cinco primeiros anos como uma infância prolongada que devia ser seguida por uma servidão difícil, para chegar, enfim, à autonomia. Se me reporto a esses anos, tais como os vivi e os trago em mim, a sua felicidade recusa-se a deixar-se explicar pela atmosfera protegida do … Continuar a ler

Singapura

.      Singapura 2006

Corpo e linguagem em Merleau-Ponty

“Não basta que dois sujeitos conscientes tenham os mesmos órgãos e o mesmo sistema nervoso para que as mesmas emoções se representem em ambos pelos mesmos signos. O que importa é a maneira como eles fazem uso do seu corpo (…). O uso que um homem fará do seu corpo é transcendente em relação a … Continuar a ler

Frases – a mente e o cérebro

“Muito embora todos concordem em que a mente tem algo a ver com o cérebro, ainda não há consenso generalizado quanto à natureza exacta dessa relação.” Fritjof Capra (1939 – )

Criatividade

“O que torna possível a experiência criadora é a existência de uma falta ou de uma lacuna a serem preenchidas, sentidas pelo sujeito como intenção de significar alguma coisa muito precisa e determinada, que faz do trabalho para realizar a intenção significativa o próprio caminho para preencher seu vazio e determinar a sua indeterminação, levando … Continuar a ler

"Vivo sempre no presente. O futuro, não o conheço. O passado, já o não tenho."

Bernardo Soares In.: Livro do Desassossego Vivo sempre no presente. O futuro, não o conheço. O passado, já o não tenho. Pesa-me um como a possibilidade de tudo, o outro como a realidade de nada. Não tenho esperanças nem saudades. Conhecendo o que tem sido a minha vida até hoje – tantas vezes e em … Continuar a ler

Linguagem (VII)

“A função da linguagem é só um caso particular da relação geral do eu com o outro, que é a relação entre duas consciências das quais cada uma se projecta na outra.” Maurice Merleau-Ponty (1902-1961)          

Frases – Cesare Pavese

  “Chega uma época em que nos damos conta de que tudo o que fazemos se transformará em lembrança um dia. É a maturidade. Para alcançá-la, é preciso justamente já ter lembranças” Cesare Pavese (Setembro 9, 1908 – Agosto 27, 1950)

O tecido da palavra

“(…) a linguagem exprime tanto pelo que está entre as palavras como pelas próprias palavras, e pelo que diz como pelo que não diz, como o pintor pinta, tanto pelo que ele traça, como pelos brancos que coloca, ou pelos traços que não realizou” (…) “Em suma, é preciso considerarmos a palavra antes que ela … Continuar a ler

"O homem eterno"

 * Still do filme “2001: uma Odisseia no Espaço” (1968) de Stanley Kubrick (July 26, 1928 – March 7, 1999)

Outra consciência…

“ (…) no pensamento objectivo não há lugar para outrem e para uma pluralidade de consciências. Se eu constituo o mundo, não posso pensar uma outra consciência, pois seria preciso que ela também o constituísse e, pelo menos em relação a essa outra visão sobre o mundo, eu não seria constituinte. Mesmo se eu conseguisse … Continuar a ler

Guerras preventivas. Competição/cooperação.

“(…) como somos uma espécie social, as armadilhas hobbesianas lançam mais comummente grupos contra grupos. A união faz a força, e assim os humanos ligados pelos genes que têm em comum ou por promessas recíprocas formam coligações para se proteger. . Infelizmente, a lógica da armadilha hobbesiana implica que a união também faça o perigo, … Continuar a ler

"Tudo é necessidade no homem"

“(…) é preciso reconhecer que tudo é necessidade no homem e, por exemplo, não é por simples coincidência que o ser racional é também aquele que se mantém de pé ou possui um polegar que se opõe aos outros dedos; a mesma maneira de existir se manifesta aqui e lá”. Merleau-Ponty (1902-1961)