Martin Heidegger (1889-1976), Temporalidade: o Vigor do Ter Sido, o Instante e o Porvir.

Martin Heidegger, na sua obra mestra, Ser e Tempo aborda o tema da Temporalidade dividindo-a em três “Ek-stases” o Vigor do Ter Sido, o Instante e o Porvir.

O Vigor do Ter Sido refere-se ao passado; nascemos com uma carga genética definida, mas esta matriz será delineada de acordo com a teia de acontecimentos que o Ser vivenciar. (…) teia pois a nossa vivência não é linear e cada evento terá um peso na significação que já se tornará “Vigor do Ter Sido” para a próxima experiência.

O Porvir é o que está “Por Vir”, ainda não é. É a baliza do Ser, estar voltado a, estar lançado para… e tudo é futuro.
O Instante é o Presente não com uma latitude ampla. É o simples momento do agora. Portanto, que quando se o imagina, já passou porém, já passou porém é a nossa única forma de agir no mundo. Agora.

Anúncios

Deixar um apontamento

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: