subcategorias…

Reflexão

 

Segundo John Locke (1632-1704)  a mente não teria exclusivamente ideias inatas. Inatas eram as faculdades: a mente percebe, lembra e combina a ideias que lhe chegam do mundo exterior. Ela também deseja, delibera, e quer, e estas actividades mentais são elas próprias a fonte de uma nova classe de ideias.


De acordo com Locke todas as ideias de Reflexão caem nas seguintes subcategorias:

 

1.  Memória: a capacidade de chamar uma ideia ausente de volta à consciência;

 

2.  Retenção: a capacidade de manter um pensamento na consciência;

 

3.  Discernimento: a capacidade de reconhecer diferenças entre as coisas;

 

4.  Comparação: a capacidade de reconhecer as semelhanças entre as coisas;

 

5.  Composição: a capacidade de construir novas ideias tomando como material, outras ideias;

.

6.  Abstracção: a capacidade de distinguir princípios de relação abstractos (tais como demonstrações matemáticas), os quais jazem por trás de outras ideias e assim criar uma ideia de generalidade. A experiência é pois dupla. Nossa observação tanto pode visar objectos externos da sensibilidade quanto operações internas da própria mente. No primeiro caso as ideias são de sensação, no segundo, de reflexão. No entanto, sem a sensação a mente não teria com que operar e portanto não poderia ter ideias de suas operações, ou seja, ideias de reflexão. 

Fonte: Ballone GJ – Locke, in. PsiqWeb

Anúncios

Deixar um apontamento

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: