no tempo e em seu labirinto…

A cada instante de meu sono ou de minha vigília

corresponde outro da cega moeda.

Às vezes senti remorso

e outras, inveja

de ti que estás, como nós, no tempo e em seu labirinto 

e que não o sabes.

.

Jorge Luis Borges (Agosto 24, 1899 – Junho 14, 1986)

.

 .

” Labyrinth”, Graphite

 Doris Monti 

Anúncios

Deixar um apontamento

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: