alguma coisa…

sou alguma coisa

 

“Sou pois uma coisa que pensa. E que mais? Excitarei minha imaginação para ver se não sou mais alguma coisa ainda. Não sou este conjunto de membros chamado corpo humano; não sou um ar delicado e penetrante repartido por todos os membros; não sou um vento, um sopro; não sou nada de tudo isto que posso fingir e imaginar, já que tenho suposto que tudo isso nada é, e que sem alterar sua disposição, penso que não deixo de estar certo de que sou alguma coisa” (Med. metafísicas, 2-a med.)

                                                                                    Descartes, René du Perron (1596-1650)

Anúncios

Deixar um apontamento

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: